Nossa história
1 Abril, 2021
BYD: Principais características
26 Julho, 2021

Que tipo de instalação posso encontrar?

Que tipo de instalação posso encontrar?

Quando realizamos uma instalação fotovoltaica é importante estar ciente sobre as diferenças que existem entre cada uma delas e, portanto, saber como adequar às suas necessidades

Entre os diferentes tipos de instalação fotovoltaica, devemos estudar qual será a mais adequada de acordo com a situação que se apresenta.

Vários são os fatores fundamentais na tomada dessa decisão, pois é preciso levar em conta que muitas vezes nos deparamos com limitações que nos condicionam na hora de trabalhar.

Uma das coisas mais importantes e decisivas é saber como se apresenta a nossa área de trabalho, ou seja, como é o espaço que vamos intervir, quais as possibilidades que nos permite, qual é essa localização e os condicionamentos em seu redor tanto ao nível habitacional quanto ao nível industrial. O orçamento do nosso cliente também é significativo e devemos ajustar, aconselhando sempre com os melhores materiais, mas adaptando-nos até onde pode ir. Devemos conhecer as suas reais necessidades de energia elétrica e nosso objetivo de nos comprometer com a referida instalação.

Na Bet Solar diferenciamos três tipos diferentes de instalação fotovoltaica.

Neste post iremos detalhar as principais características de cada um deles para mitigar quaisquer dúvidas que possam surgir.

Um dos nossos pontos fortes é a instalação fotovoltaica isolada. Este tipo de instalação caracteriza-se por não estar ligado à rede elétrica e é ideal para as residências ou empresas que estejam isoladas da rede. É fácil encontrar este cenário em casas de montanha, instalações agrícolas ou mesmo em iluminação ou sinalização.

Estes sistemas são compostos por vários elementos para possibilitar esta instalação: o inversor-carregador, regulador de carga e baterias de baixa tensão. A energia elétrica é “gerada” e “consumida” no mesmo ponto e a quantidade de módulos a serem instalados será determinada de acordo com o consumo previsto. Trata-se de uma opção viável para os casos mais particulares que não tem a possibilidade de se ligar à rede elétrica.

Outro tipo de instalação fotovoltaica a ter em conta é a de autoconsumo, que pode ser sem e com acumulação. A sua principal característica é que estão ligados à rede elétrica.

Sem acumulação, são instalações que funcionam sem acumuladores de energia. A ideia é autoconsumir o máximo possível de energia “gerada” e, em caso de baixa produção dos módulos solares, é utilizada a rede elétrica como backup. A rentabilidade ocorre na gestão dos excedentes, utilizando a energia fotovoltaica gerada e a que não consumimos, injetando-a na rede elétrica e assim receber em troca uma compensação económica.

Quando encontramos instalações de autoconsumo com acumulação, estamos a falar que são compostas, para além dos anteriores, por inversores híbridos e pela utilização de baterias de alta tensão. A maior vantagem destas facilidades é que pode garantir o consumo de toda a energia evitando qualquer perda, no entanto, uma vez que isso é possível graças à instalação de baterias, o aumento do custo que isso implica deve ser tido em consideração.

O melhor nesses casos é verificar as necessidades fazendo um bom estudo e ver como a instalação vai ser amortizada para que valha a pena o seu investimento.

Após esta revisão, esperamos ter esclarecido algumas dúvidas, mas, como sempre, já sabe que a Bet Solar possui uma equipe técnica altamente qualificada e treinada. Com atenção, antes, durante e pós-venda, para apoiar e acompanhar o instalador em todo o processo.

Use os nossos diagramas como referência caso precise esclarecer ideias.

Os comentários estão fechados.